Tudo sobre São Vicente em um único lugar – São Vicente Online

Encontre, avalie e compartilhe locais e empresas perto de você

Em quê você está interessado? Explore algumas das melhores dicas da cidade de São Vicente

Conheça nosso trabalho Descubra como o São Vicente Online pode ajudá-lo a encontrar tudo o que quiser.

Escolha o que fazer
À procura de um hotel acolhedor para ficar, um restaurante para comer, um museu para visitar ou um shopping para fazer compras?
Encontre o que você quer
Pesquisar e filtrar centenas de listas, ler comentários, explore fotos e encontrar o local perfeito.
Conheça novos locais
Não perca tempo, abra a mente e explores locais diferenciados e negócios inusitados. Isso é São Vicente, a primeira cidade do Brasil.

Últimas Notícias

  • Secult e Liga das Escolas de Samba se reúnem para discutir carnaval de 2021 em Santos



    Reunião deve ser realização no fim da tarde desta sexta-feira (25). União Imperial, campeã de 2019, no Desfile Oficial das Escolas de Samba de Santos Divulgação/ Prefeitura de Santos A Secretaria Municipal de Cultura de Santos, no litoral de São Paulo, deve se reunir no fim da tarde desta sexta-feira (25) com a Liga das Escolas de Samba (LICESS) para discutir detalhes do carnaval de 2021. Um dos assuntos pautados pela Secretaria é a possibilidade das agremiações pedirem licença do desfile do próximo ano sem sofrer prejuízos, devido à pandemia do novo coronavírus. Já a Liga espera conversar sobre a situação das escolas que já tiveram gastos durante o ano. Liesa decide adiar desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro em 2021 O secretário de Cultura de Santos, Wellington Lima, explica que, nesta reunião, ainda não será tomada nenhuma decisão definitiva sobre a realização, adiamento ou cancelamento dos desfiles no próximo ano. Mas, o secretário afirma que pretende conversar com a Liga sobre as agremiações poderem pedir licença por um ano sem sofrer prejuízos. "Sobre os desfiles, se não tem vacina, não temos como realizar um evento do porte do carnaval. Mas, ainda é muito prematuro para termos uma definição. Agora está sendo falado sobre termos vacina em dezembro, então temos que aguardar as novidades", explica o secretário. Mãos Entrelaçadas na Passarela Dráusio da Cruz, em Santos Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna de Santos O presidente da Liga das Escolas de Samba de Santos (LICESS), Benedito de Andrade Fernandes, o 'Ditinho', revela que as opiniões das escolas divergem sobre a realização dos desfiles em fevereiro. Algumas desejam se apresentar, enquanto outras preferem que seja adiado ou até mesmo cancelado, tanto por questões de segurança como devido ao pouco tempo que teriam de preparação. "Muitas escolas já montaram enredo e escreveram o samba. O trabalho não parou. As únicas coisas que não puderam fazer foram as confecções das fantasias e dos carros alegóricos. Precisamos saber como ficará a situação das escolas que não tiveram como evitar alguns gastos, para que não tenham suas finanças prejudicadas. Queremos sair da reunião com uma definição, para evitar prejuízos maiores". Em nota, a Prefeitura de Santos informou que se reúne semanalmente com a Liga Independente Cultura das Escolas de Samba de Santos para acompanhar o desenrolar do avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil e seus impactos no setor de eventos, principalmente, aqueles que têm como característica a presença maciça do público. A administração reforçou que qualquer decisão futura a respeito do desfile será tomada em conjunto por representantes da administração municipal, autoridades sanitárias e da Liga, tendo como foco principal a proteção à saúde da população.
  • Motoboy sobrevive após ser arremessado ao colidir com carro: 'Deus que me salvou'



    Acidente que aconteceu em Peruíbe, no litoral de São Paulo. Amigos se juntaram para comprar uma motocicleta nova para a vítima. Motoboy é arremessado em colisão com carro em Peruíbe, SP Imagens de câmeras de monitoramento obtidas pelo G1, nesta sexta-feira (25), flagraram um motoboy sendo arremessado após colidir de frente com um carro em Peruíbe, no litoral de São Paulo. O motoboy sofreu uma fratura exposta no braço direito e a moto ficou destruída após o acidente. Após a colisão, os amigos da vítima fizeram uma arrecadação em dinheiro para ajudá-lo. O acidente aconteceu por volta das 14h20, na avenida Padre Anchieta, na quarta-feira (23). Natan Ferreira, o motoboy que aparece nas imagens, contou ao G1 que o carro vermelho entrou na contramão para virar em uma rua, sem dar a seta, mas parou quando viu a moto. O motoboy tentou desviar, mas não conseguiu e colidiu com o carro. Ele foi arremessado por cima do veículo, quebrando o braço e ralando as pernas e as costas. Moto ficou destruída no acidente que aconteceu em Peruíbe, SP Reprodução/Facebook O motorista prestou socorro ao motoboy, que foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, em seguida, encaminhado ao Hospital de Itanhaém. Ele foi medicado e liberado, mas deve retornar à unidade de saúde na próxima semana para avaliar a necessidade de cirurgia no braço direito, onde sofreu a lesão. Natan, que viu as imagens das câmeras de monitoramento que mostram o acidente, afirma que naquele momento achou que tinha quebrado as duas pernas também. "Estavam inchadas, doloridas, minha bota estava estranha. Vi o vídeo, dei algumas piruetas no ar. Foi Deus que me salvou, um livramento", disse. Motoboy achou que tinha quebrado as duas pernas após ser arremessado em acidente em Peruíbe, SP Reprodução Motoboys unidos A moto de Natan ficou totalmente destruída após o acidente. Ela era usada pelo motoboy exclusivamente para trabalhar e, sem o veículo, ele ficou preocupado com o futuro financeiro da família. "É meu pão de cada dia. Se eu não tiver a moto, eu não trabalho. No hospital já estava pensando nisso. Tenho uma filha de seis anos", conta. Motociclista ganha moto de amigos após sofrer acidente em Peruíbe, SP Naquele mesmo dia, em uma barbearia, alguns amigos de Natan se encontraram e o assunto do acidente veio à tona. Ramon Correia, que também trabalha como motoboy em Peruíbe e é amigo de Natan, conta que cerca de 20 pessoas, entre amigos e colegas de profissão, resolveram juntar dinheiro e comprar uma motocicleta usada. "Todos os motoboys da região se uniram para ajudá-lo. Se um cai, todos vão lá e fazem questão de ajudar", diz Ramon. Eles esperaram o jovem receber alta médica e foram à casa de Natan com o veículo para entregá-lo ao novo dono. "Chegamos fazendo barulho, buzinando. Fui buscar ele, que ainda está com dificuldade para se locomover. Mostrei as motos e apontei pra uma, no meio das outras, e disse que era dele. Se emocionou bastante", conta Ramon. Natan Ferreira, de 25 anos, ganhou moto de amigos após sofrer acidente Arquivo pessoal/Ramon Correia