Tudo sobre São Vicente em um único lugar – São Vicente Online

Encontre, avalie e compartilhe locais e empresas perto de você

Em quê você está interessado? Explore algumas das melhores dicas da cidade de São Vicente

Conheça nosso trabalho Descubra como o São Vicente Online pode ajudá-lo a encontrar tudo o que quiser.

Escolha o que fazer
À procura de um hotel acolhedor para ficar, um restaurante para comer, um museu para visitar ou um shopping para fazer compras?
Encontre o que você quer
Pesquisar e filtrar centenas de listas, ler comentários, explore fotos e encontrar o local perfeito.
Conheça novos locais
Não perca tempo, abra a mente e explores locais diferenciados e negócios inusitados. Isso é São Vicente, a primeira cidade do Brasil.

Últimas Notícias

  • 'Don Juan do Ceará' é preso após conquistar e chantagear mais de 40 mulheres



    João Luz Melo de Sousa, de 51 anos, extorquia mulheres após contatos em aplicativos de relacionamento. Flagrante ocorreu em Santos (SP), onde ele fazia nova vítima. João Luiz Melo de Souza, de 51 anos, o 'Don Juan do Ceará', foi preso em Santos, SP Divulgação/Polícia Civil Agentes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, no litoral de São Paulo, prenderam em flagrante João Luiz Melo de Souza, de 51 anos, conhecido como 'Don Juan do Ceará'. Ele era procurado por crimes de estelionato, cometidos após enganar as vítimas por meio de relacionamentos feitos em aplicativos especializados. O flagrante foi confirmado ao G1 no início da tarde desta terça-feira (19). Luiz foi abordado em um trecho da Avenida Almirante Saldanha da Gama, no bairro Ponta da Praia, um dos mais nobres da cidade, após policiais receberem a informação de que ele estaria aplicando golpes em uma professora de 47 anos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), no momento da abordagem, Luiz confessou ser a pessoa investigada e foi conduzido à sede da DIG. Lá, foi constatado que já havia uma investigação que o colocava como autor de crimes de estelionato. Em depoimento, a vítima afirmou que recebeu mensagens que diziam que o companheiro estava envolvido em golpes contra diversas pessoas. Em 2016, ele já havia sido preso na capital paulista, quando já era investigado pelos crimes de estelionato, extorsão, falsidade ideológica e ameaça, que fizeram cerca de 40 vítimas no Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Distrito Federal e Ceará. Documentos falsos, cartões e outros pertences foram apreendidos com o criminoso, em Santos, SP Divulgação/Polícia Civil A maioria das vítimas, inclusive, criou uma página nas redes sociais, intitulada 'João Luiz Melo - Estelionato Amoroso'. Nela, eram relatadas as práticas usadas por Luiz, que após iniciar um relacionamento, contava uma história de vida triste para sensibilizar as mulheres e conseguir dinheiro. Há relatos, inclusive, de que ele se apresentava como oficial do Exército Brasileiro, lotado na Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o que foi negado pela corporação. As extorsões eram altas. Uma empresária de Brasília, que também se envolveu com o 'Don Juan', chegou a vender bens para fazer um empréstimo a ele no valor de R$ 100 mil, que nunca foram devolvidos. Ainda segundo a SSP, Luiz foi indiciado por uso de documento falso e falsa identidade. Um boletim de ocorrência foi registrado na DIG de Santos, e o homem foi recolhido à Cadeia Pública da cidade, onde permaneceu preso e à disposição da Justiça. Nas redes sociais, 'Don Juan do Ceará' ostentava padrão de vida alto em Santos, SP Reprodução/Facebook
  • Câmara de Registro irá apurar possíveis irregularidades do prefeito Gilson Fantin



    Fantin diz que confia nos vereadores e na Justiça. Ele foi um do alvos da Operação Prato Feito, em 2018, que visou desarticular suspeitos de desviar recursos voltados à Educação. Câmara de Vereadores de Registro investiga irregularidades A Câmara Municipal de Registro, no interior de São Paulo, aprovou a abertura de uma Comissão Processante que irá apurar as denúncias contra o prefeito Gilson Fantin. Os parlamentares terão 90 dias para apurar as denúncias contra o prefeito e decidir se votam ou não pela cassação dele. Relatórios da Operação Prato Feito, da Polícia Federal, foram encaminhados aos vereadores. As investigações apuraram que os grupos criminosos agiriam em 30 municípios, contatando prefeituras por meio de lobistas, para direcionar licitações de fornecimento de recursos federais para a educação destinados ao fornecimento de merenda escolar, uniformes, material didático e outros serviços. Durante a Operação, a Polícia Federal encontrou dinheiro dentro da casa do prefeito Gilson Fantin. Os documentos mostram o que foi encontrado dentro da casa do Prefeito de Registro e também a transcrição de áudios. "É um relatório muito importante porque, até o momento, a gente não teve acesso o que seria a deflagração e a transcrição de todas as escutas telefônicas do envolvimento das empresas que participavam das licitações, dos lobistas com os funcionários públicos do município, envolvendo prefeito e chefe de gabinete", disse o vereador Vander Lopes. Em maio de 2018, quando ocorreu a Operação, a Câmara de Registro abriu uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar o caso. A Comissão foi encerrada em dezembro. "Na CEI anterior que foi aberta a gente não teve todos esses documentos para poder avaliar, realmente, toda essa ligação. Havia indícios, agora temos provas comprando isso", falou o vereador. Na noite desta segunda-feira, o vereador Vander Lopes leu o requerimento para a abertura de uma Comissão Processante. Os parlamentares aprovaram a abertura de uma nova CEI. Os parlamentares terão 90 dias para apurar as denúncias contra o prefeito. O Prefeito de Registro, Gilson Fantin, disse que as contas de 2014 a 2016 foram aprovadas pelo Tribunal Justiça do Estado e que tem certeza que não houve irregularidades nos processos. "Eu não sou flagrado em nenhum tipo de conversa, são terceiros. Inclusive, nem terceiros do governo, ligado a secretarias ou do município. São pessoas ligadas ao grupo de empresários que agia no desvio dos recursos públicos para a merenda escolar. Lembrando que Registro nunca adquiriu merenda escolar. O nosso processo é referente a compra de uniformes", falou. E sobre a abertura da Comissão Processante, Fantin falou que confia nos parlamentares. "Estou muito tranquilo, confiando na Justiça, confiando que os vereadores vão ter o bom senso de fazer um bom trabalho. E, rapidamente, a gente conseguir mostrar para a população de Registro que nós não temos nada a ver com o desvio, não há nenhum procedimento irregular dentro da Prefeitura Municipal de Registro", disse. Vereador Vander Lopes leu o requerimento para a abertura de uma Comissão Processante, na Câmara de Registro Divulgação/Câmara de Registro