Tudo sobre São Vicente em um único lugar – São Vicente Online

Encontre, avalie e compartilhe locais e empresas perto de você

Em quê você está interessado? Explore algumas das melhores dicas da cidade de São Vicente

Conheça nosso trabalho Descubra como o São Vicente Online pode ajudá-lo a encontrar tudo o que quiser.

Escolha o que fazer
À procura de um hotel acolhedor para ficar, um restaurante para comer, um museu para visitar ou um shopping para fazer compras?
Encontre o que você quer
Pesquisar e filtrar centenas de listas, ler comentários, explore fotos e encontrar o local perfeito.
Conheça novos locais
Não perca tempo, abra a mente e explores locais diferenciados e negócios inusitados. Isso é São Vicente, a primeira cidade do Brasil.

Últimas Notícias

  • Passageiro relata sufoco ao ficar 10 horas à deriva no mar em SP: 'Cansativo'



    Escuna ficou à deriva na Laje de Santos após apresentar problema em um dos motores. Cerca de 50 passageiros foram regatados no fim da noite de domingo (13). Escuna foi deixada na Ponta da Praia, em Santos (SP), após ficar á deriva G1 Santos Os cerca de 50 passageiros da escuna que ficou mais de 10 horas à deriva na Laje de Santos, no litoral de São Paulo, neste domingo (13), tiveram que ter paciência até que o resgate chegasse. Por conta do balanço em alto mar, muitos passaram mal e havia o medo de não conseguirem voltar para casa. A escuna ficou sem ter como retornar para a costa após apresentar uma pane mecânica em um dos motores. Ninguém ficou ferido. Marco Antônio de Oliveira tem 41 anos e era um dos passageiros da escuna. Segundo ele, era um dia de passeio e a bordo da embarcação 'Lady Linda' estavam cerca de 50 pessoas. O grupo saiu da Ponta da Praia no domingo de manhã e a previsão era voltar a tarde, indo até a Laje de Santos que fica a cerca de 40 quilômetros da praia. Pessoas foram resgatadas de escuna que ficou à deriva em Santos (SP) Reprodução "No início da viagem já percebemos diversos problemas. A escuna não tinha GPS e o piloto não sabia a localização da Laje. A embarcação quebrou logo que saímos de lá, para voltar para casa. A princípio, a escuna não tinha rádio para pedirmos socorro, mas depois de umas quatro horas fizeram um rádio funcionar", relembra. O microempresário ainda contou que uma lancha que passava pelo local e viu a escuna à deriva acionou a Marinha do Brasil (MB) pelo rádio e um barco de apoio de um conhecido do grupo também foi acionado mas, no momento do resgate, também apresentou um problema. Em um vídeo obtido pelo G1, os passageiros mostram a situação à bordo da embarcação que ficou à deriva. Muitos já cansados, deitados, aguardando o resgate. É possível ver nas imagens também alguns tripulantes tentando arrumar o problema na escuna e muita fumaça saindo do motor. Passageiros mostram situação de escuna à deriva no litoral de São Paulo "Ficamos o dia todo esperando socorro, ainda bem que o tempo estava bom e não choveu, o mar não estava agitado. Mas foi muito cansativo, pegamos muito sol, muita gente passou mal por conta do balanço do mar. Por sorte tínhamos comida, água, tudo. A escuna nem sinalizador tinha. Foi uma situação chata", disse. Resgate A escuna e o barco pesqueiro foram resgatados por volta das 22h pelo navio do Corpo de Bombeiros. De acordo com o GBMar, as equipes foram acionadas somente às 20h30. Após verificada as condições das vítimas e embarcações, foi inciada a manobra de reboque da escuna. No total, cerca de 50 pessoas foram resgatadas. As embarcações foram rebocadas até a Ponte Edgar Perdigão, na Ponta da Praia, e todas as vítimas foram deixadas em segurança, sem necessidade de atendimento médico. A Fundação Florestal, responsável pelo parque, informou que a embarcação estava autorizada a fazer passeio na Laje de Santos. Em nota, a Marinha do Brasil informou que tomou conhecimento no fim da tarde deste domingo que a embarcação havia sofrido uma avaria em um dos motores e estava retornando da Laje de Santos para Santos com apenas um motor funcionando. A Capitania dos Portos ativou sua estrutura de busca e salvamento (SAR) e passou a acompanhar o retorno da mesma, até a atracação na Ponte Edgard Perdigão em segurança, por volta das 23h50. Após a atracação, peritos da CPSP foram a bordo para inspecionar a embarcação e proceder a apuração do ocorrido. Escuna fica à deriva no mar de Santos, no litoral de São Paulo, após pane mecânica Reprodução
  • VÍDEOS: Bom Dia Região de segunda-feira, 14 de outubro



    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Baixada Santista e do Vale do Ribeira. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Baixada Santista e do Vale do Ribeira.